SPONSORS:

Seleção Draft – Compliance para startups

- 31 de agosto de 2018
Atender às exigências de legislações e regras internas e externas não é só coisa de empresa grande.

Compliance para startups
No Startupi, Leonardo Dias, cofundador da Semantix (especializada em Big Data), fala que o conceito de compliance — práticas adotadas pelas empresas para seguirem legislações e regras internas e externas — ainda é muito restrito às grandes organizações. Mas ele alerta que as startups deveriam estar mais atentas a isso (desde sua concepção até a definição de valores que compartilha com colaboradores, fornecedores e clientes), já que são justamente elas que buscam desenvolver produtos inovadores e, consequentemente, estão mais propensas aos riscos inerentes de uma má gestão. No texto (link acima), ele afirma que cada setor tem suas especificidades e o empreendedor deve estar atento a isso ou as surpresas, como ações judiciais trabalhistas ou cíveis, podem ser grandes.

 

Menos velozes e furiosos
Para fundadores, não há nada melhor do que a adrenalina de um crescimento explosivo. No entanto, na opinião de Robert Vis, CEO do MessageBird (plataforma de comunicação em nuvem), um empreendedor deve evitar a pegada “velozes e furiosos” se quiser escalar sua startup com segurança. Para manter um crescimento saudável, no Entrepreneur, ele indica, acima de tudo, priorizar o cliente e manter a empresa “enxuta” o máximo de tempo possível. Além disso, sugere que o empreendedor responda às necessidades dos consumidores em vez de apenas reagir a elas e, por fim, garanta que os colaboradores estejam confortáveis nesse processo e não a ponto de sofrer um burnout devido à pressão. Leia mais no link acima.

 

Creative Startups
Vai até 2 de setembro o prazo para se inscrever, pelo link acima, na 4ª rodada do programa Creative Startups, organizado pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), a Samsung e o Centro Coreano de Economia Criativa e Inovação (CCEI). O objetivo é selecionar até 20 negócios —  sendo dez da região Norte — que atuem em áreas como saúde digital, segurança, inteligência artificial, VR e IoT. Os selecionados receberão até 200 mil reais, mentorias, treinamentos, além da possibilidade de participar de um intercâmbio na Coréia do Sul.

 

HACKAPAE
A APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Diadema, na Grande São Paulo, promove, entre 15 e 16 de setembro, um hackathon focado no desenvolvimento de soluções para o terceiro setor. Os participantes terão o desafio de encontrar novas fontes de recursos para a entidade (que hoje depende de doações), considerando as tendências da nova economia, a transformação digital e os modelos de negócios baseados em compartilhamento. As inscrições para o HACKAPAE custam 55 reais e podem ser feitas pelo link acima.

Veja também: