SPONSORS:

Seleção Draft – Deu ruim, de novo, para o Facebook

- 27 de setembro de 2018
Primeiro foi o cofundador do WhatsApp e agora é a vez dos do Instagram abandonarem o barco de Zuckerberg.

Deu ruim, de novo, para o Facebook
A entrevista, no link acima, da Forbes com Brian Acton, cofundador do WhatsApp, aponta os motivos que o levaram a sair do Facebook e topar perder 850 milhões de dólares, em maio. Ele se diz arrependido por ter vendido, como disse literalmente, “a privacidade de seus usuários”. Nesta semana, os fundadores do Instagram também abandonaram o barco e o motivo, embora se fale que tenha a ver as constantes interferências de Mark Zuckerberg, parece ser o mesmo. Já o Recode destaca o posicionamento ou os “panos quentes” colocados por David Marcus, que por anos comandou o Facebook Messenger. Ele respondeu publicamente a Brian: “Atacar as pessoas e a empresa que o transformaram em um bilionário e que fizeram de tudo para protegê-lo por anos é um golpe baixo sem precedentes”.

 

Nome matador
No Medium, o copywriter Cole Schafer questiona como fundadores escolhem nomes que pegam (independentemente de longos ou curtos) e usa alguns exemplos para explicar o que eles têm de especial. Entre suas menções está a Nike e o “impacto” que a marca causa pela mensagem de que vencedores usam itens da empresa que, por sua vez, leva o nome da deusa grega da vitória. O autor também fala do fenômeno entre as startups de pegar um nome e adicionar “ify” ao final. Isso vale mais para as internacionais, como Spotify, Cabify e Shopify. Mas já existem versões brasileiras como a Contify, a Deskify e a Shippify. Por fim, ele indica que, em caso de dúvida, o jeito mais simples é o empreendedor adotar seu sobrenome e nunca deixar de pesquisar no dicionário o que significa a palavra escolhida para batizar a empresa. Leia mais no link acima.

 

Aprenda com a concorrência
É possível melhorar o marketing de sua startup apenas espiando o que a concorrência faz. É o que diz o Foundr, destacando que observar é bem diferente de copiar. A primeira coisa a se fazer, aponta o texto do link acima, é entender quem são seus principais competidores. Depois, analisar quais as palavras-chaves “de ouro”para o seu negócio em anúncios do Google Ads, por exemplo, e as mais utilizadas pelos seus rivais, assim como o custo estimado de cada uma. Por fim, basta avaliar seu próprio orçamento para saber quais valem mais a pena. O artigo ainda fala de backlinks (links estrategicamente posicionados em um texto para guiar o leitor até o seu site) e outras ferramentas que podem ajudar na divulgação.

 

Startup Rio
Vai até segunda (1º de outubro) o prazo para se inscrever na 4ª edição do programa Startup Rio. A iniciativa do governo do estado busca incentivar pessoas físicas a tirar suas ideias do papel. Serão selecionadas até 130 propostas na área de games e serviços de internet, aplicativos, tecnologias sustentáveis e mídias digitais (com foco na convergência digital, uso da IoT e aplicações para cidades inteligentes). Cada um dos projetos escolhidos receberá 96 mil reais para desenvolver uma startup ao longo de 12 meses. Mais informações no link acima.

Veja também: