Seleção Draft - Economia da Emoção | Seleção Draft | Projeto Draft


SPONSORS:

Seleção Draft – Economia da Emoção

- 14 de fevereiro de 2018
As emoções dos clientes são uma nova moeda para as empresas (Imagem: Pixabay/Reprodução).
"Economia da Emoção" é a "moeda" gerada por laços afetivos entre empresas e clientes, mediados por tecnologia (Imagem: Pixabay/Reprodução).

Economia da Emoção
O Ponto Eletrônico publicou hoje a tradução de um artigo do Racounter sobre a chamada Economia da Emoção, termo criado pelo futurista Richard Yonck para descrever um ecossistema de dispositivos e interações de software capaz de ler, analisar e até reproduzir as emoções humanas. O texto ressalta que muitas empresas já estão se valendo deste conceito para criar uma “moeda afetiva”, como o Facebook, que com um botão de “reações” às postagens consegue coletar dados valiosos sobre seus usuários. O artigo ainda cita outras estratégias, como “robôs de companhia” para idosos e assistentes virtuais. Leia mais no link acima.

 

Antes de alçar voo
Dan Breeden, Head of Content do Yahoo Small Business, indica que antes de lançar um negócio, um fundador se questione por que as pessoas deveriam escolhe-lo para resolver seus problemas, qual seu grau de conhecimento sobre as soluções oferecidas e quais os custos envolvidos para entregar seu produto ou serviço. No Inc (link acima), ele deixa claro que se o empreendedor decidiu abrir uma startup para “ter uma vida boa” é preciso repensar suas motivações e destaca:

“Começar um negócio envolve muito trabalho, alguns erros, além de uma curva de aprendizado enorme”

 

Sem gastar um tostão
Medium da molfar.io (desenvolvedora de MVPs para aplicativos) traz 14 sugestões de como uma startup pode começar a operar ou melhorar suas vendas sem investimento financeiro. Entre as dicas listadas, no link acima, estão:

1) Apostar no boca a boca;
2) Oferecer o serviço ou produto para uma ONG em troca de divulgação gratuita;
3) Melhorar as estratégias de publicidade com e-mail marketing e posts nas redes sociais;
4) Buscar depoimentos positivos de usuários e parceiros.

 

Aceleração da Oracle
Estão abertas as inscrições para a 2ª turma do Oracle Startup Cloud Accelerator. Presente em oito cidades ao redor do mundo, a iniciativa busca novamente seis negócios de São Paulo. Os selecionados vão receber orientação de especialistas, a possibilidade de realizar contatos com investidores e clientes da empresa, além de livre acesso às soluções Oracle Cloud. O programa começa em maio e tem duração de seis meses. Os interessados podem se inscrever pelo link acima.

Veja também: