SPONSORS:

Seleção Draft – Empreender com WhatsApp

- 24 de maio de 2018
Já são três milhões de empresas usando o WhatsApp Business, mas nem todas sabem tirar o melhor da ferramenta.
Já são três milhões de empresas usando o WhatsApp Business, mas nem todas sabem tirar o melhor da ferramenta.

Empreender com WhatsApp
Quatro meses após o lançamento do WhatsApp Business, mais de três milhões de empresas estão utilizando o app ao redor do mundo para fazer negócios. No entanto, Maz Sharafi, executivo à frente deste projeto, acredita que a experiência ainda precisa de adaptações. Em entrevista à PEGN, ele disse que muitos empreendedores brasileiros utilizam o app com uma conta pessoal e ressaltou a importância de adotar um perfil oficial da empresa: “Isso dá autenticidade ao negócio e apresenta informações importantíssimas, como horário de funcionamento e o responsável pelo atendimento”. Ele também recomendou registrar uma mensagem de boas-vindas ao primeiro contato e criar respostas automáticas para as perguntas mais frequentes feitas pelos consumidores. Leia mais no link acima

 

Impacto em Energia
No Blog do Empreendedor, no Estadão (link acima), Maure Pessanha, diretora-executiva da Artemísia, fala sobre oito oportunidades de empreender com impacto social no setor de Energia baseadas em uma pesquisa feita pela própria organização em parceria com a Eletropaulo e AES Tietê sobre os principais desafios enfrentados pela população de baixa renda no país. Entre os gargalos que podem virar um bom negócio estão: geração e distribuição descentralizada de energia, inteligência de dados para eficiência energética, energia para produção no campo e meios de financiamento para acesso a serviços de energia não convencional.

 

Um vale não tão verde assim
“Está claro que o Vale do Silício precisa mudar.” É este o título do artigo da Fast Company que afirma existir um senso comum no local de que a indústria da tecnologia se corrompeu e estaria menos preocupada com a inovação e mais em vender e lucrar. Não que os precursores fossem todos “idealistas de garagem”, mas o texto (link acima) destaca que hoje até mesmo o cidadão comum tem noção das manipulações criadas ali e a imprensa e os governos fazem pressão por mais transparência. Enquanto isso não acontece, outros hubs de inovação são criados no modelo de Vale. A esperança é que não sejam meras cópias de seu predecessor.

 

Aceleração WOW
Vão até 2 de junho as inscrições para a 11ª rodada de aceleração da WOW. O programa vai selecionar startups em duas modalidades: early stage (quando já possuem um protótipo, mas ainda não geram receita)  e growth stage (com tração comprovada e que podem já ter recebido investimentos anteriores). Os negócios selecionados que se enquadrarem no primeiro quesito recebem 50 mil reais,  já os mais maduros, 150 mil. Além do aporte, os empreendedores contarão com mentorias sobre produto, vendas e gestão, participarão de workshops e terão acesso a networking com investidores. Mais informações no link acima.

Veja também:

A Dobra é uma empresa que faz carteiras “de papel”, mas também quer reinventar a gestão e o atendimento

- 1 de maio de 2018
Guilherme e Eduardo, primos e sócios na Dobra, dizem que as carteiras são só ferramentas para outros propósitos, como uma produção justa e colaborativa.