Seleção Draft - Equipe de vovôs | Seleção Draft | Projeto Draft


SPONSORS:

Seleção Draft – Equipe de vovôs

- 29 de março de 2018
Idosos sim, ultrapassados jamais: empresas precisam aprender a olhar para colaboradores mais maduros (Imagem: Pixabay/Reprodução).
Idosos sim, ultrapassados jamais: empresas precisam aprender a olhar para colaboradores mais maduros (Imagem: Pixabay/Reprodução).

Equipe de vovôs
A Fast Company fala das vantagens para um negócio de investir em profissionais mais maduros e experientes. Segundo uma pesquisa do Bureau of Labor Statistics citada, a demanda por trabalhadores na faixa etária dos 65 aos 75 anos deve crescer mais do que a de grupos jovens, até 2024. No entanto, encontrar esses colaboradores não é tão fácil: é preciso deixar os preconceitos de lado. Outros estudos mencionados no artigo do link acima provam que os mais velhos são tão capazes de aprender novas habilidades quanto os jovens, têm a produtividade mais estável e não significam necessariamente maiores custos.

 

Questione e seja positivo
Perguntas e mais perguntas. Isso pode ajudar a melhorar a performance de uma equipe, ainda mais se elas tiverem um “tom positivo”. É o que diz Jim Ludema e Amber Johnson, do Center for Values-Driven Leadership (instituição que ajuda empresas a conectar missão e valores à marca). Na Forbes (link acima), eles contam que questionamentos são um convite à maior participação dos membros do time, ao compartilhamento de ideias e de soluções criativas. E afirmam:

“Comece uma conversa com uma pergunta positiva e você poderá se surpreender com o que irá aprender”

 

Clientes não são produtos
Tim Cooks, presidente da Apple, afirma que sua empresa nunca estaria na situação que vive hoje o Facebook, pois respeita os dados de seus usuários. Em uma entrevista a CNBC nesta semana, ele disse que a “privacidade é um direito humano” e que “clientes não são produtos”, caso contrário, destaca, a Apple teria feito milhões de dólares com isso. Tim ainda defende a necessidade de uma regulamentação de empresas que têm modelos de negócio baseados no uso de dados pessoais de usuários. Leia mais no link acima.

 

Prêmio Consul
Vão até segunda-feira (2/04) as inscrições para a 6ª edição do Prêmio de Empreendedorismo Feminino realizado pelo Instituto Consulado da Mulher com apoio da ONU Mulheres. Este ano, além de negócios na área de alimentação, serão premiadas iniciativas de impacto social. Para isso, foi firmada uma parceria com a Artemisia e o Sistema B. As vencedoras receberão recursos financeiros e consultoria. Mais informações sobre os critérios de seleção estão disponíveis no link acima.

Veja também:

Quando uma sociedade não dá certo, apesar do sucesso: o começo, o fim e o “retorno” da Padoca Vegan

- 6 de agosto de 2018