SPONSORS:

Seleção Draft – Hardware

- 25 de agosto de 2015
O Hardware está se tornando tão flexível quanto o software? (Imagem: Daniel Timm/Reprodução).

Hardware é o novo software?
O software sempre foi o queridinho da indústria de tecnologia. Mas, aparentemente, as coisas estão mudando. Com a ascensão da Internet das Coisas e o barateamento na produção de hardware, o setor começa a se destacar pela flexibilidade. O TechCrunch publicou um texto bacana com seis razões que reforçam a mudança:

1) A commoditização de componentes de conectividade;
2) O crowdfunding funcionando para produtos de hardware;
3) A manufatura se tornando mais barata;
4) O avanço da impressão 3D;
5) As empresas se tornado mais flexíveis;
6) A existência de mais métricas para hardware.


Como criar uma cultura de startups saudável
A postura “sangue nos olhos e faca nos dentes” de muitas startups levou diversos negócios a criarem uma cultura corporativa agressiva, como no caso da Amazon, noticiado com alarde na última semana. Um artigo no ReadWrite estabelece um paralelo entre a visão dessas empresas e a cultura do bullying, que estimula uma competição cruel. Obviamente, não é algo saudável. Para evitar isso, há algumas estratégias interessantes, que o autor indica no link acima. Resumimos abaixo:

1) Abrace a diversidade desde o início
2) Seja educado
3) Pense de forma global, não só quando for contratar, mas ao oferecer benefícios
4) Seja transparente



Como a realidade virtual poderá ajudar a medicina
A maior parte do hype com a realidade virtual diz respeito a videogames. Mas a tecnologia pode ir muito além disso, principalmente no campo da medicina. O pessoal da Singularity University falou como os óculos especiais poderão ajudar no campo promovendo fisioterapia virtual, ensinando anatomia, permitindo cirurgiões treinarem virtualmente etc. Leia no link acima.

 

Startup Weekend Makers – UNIFEI
No próximo final de semana a Universidade Federal de Itajubá realizará um Startup Weekend voltado a makers. O evento é dedicado a pessoas interessadas em entrar no mundo das startups. Os participantes de dividem em equipes e, durante 54 horas, se reúnem para desenvolver um protótipo de startup. Confira mais no link acima.

2956 Total Views 1 Views Today
Veja também:

Brain4care, ou: o professor idoso que criou um jeito de monitorar a pressão intracraniana sem furar o crânio

- 12 de novembro de 2019

A Eretz.bio encorpou seu ecossistema, criou startups e já impacta a adoção de soluções no Hospital Albert Einstein

- 31 de outubro de 2019

Única brasileira no K-Startup, a VRGlass mira o mercado asiático com suas soluções de realidade estendida

- 11 de setembro de 2019

Verbete Draft: o que é Internet Tátil

- 7 de agosto de 2019

Um evento inédito de inovação para crianças: a nova aposta dos criadores do Black Sheep Festival

- 18 de julho de 2019