SPONSORS:

Seleção Draft – Inovação ouvida em silêncio

- 16 de maio de 2019
A tecnologia desenvolvida por um pesquisador do MIT já permite "ouvir" o pensamento de pessoas que não podem falar.

Inovação ouvida em silêncio
Arnav Kapur, um pesquisador do MIT, foi capaz de criar um fone de ouvido (ainda não comercializado) que “traduz” pensamentos, ajudando pessoas que não podem se expressar em voz alta, devido a doença ou lesões, a emitirem suas opiniões. Não se trata de leitura da mente, como deixa claro o texto da Fast Company, mas de inovação. O AlterEgo é um headset habilitado para AI demonstrado pela primeira em público no TED 2019, em Vancouver, no mês passado (dá para assistir ao vídeo no link acima). Por meio de sensores, ele capta os sinais cerebrais enviados para mecanismos de fala internos, como a língua ou a laringe, quando a pessoa “se comunica consigo mesma”, pois, como explica o pesquisador, esses músculos estão vibrando, de maneira sutil, de acordo com as palavras que pensamos. Aqui no Draft, já demos uma startup brasileira, a SoulVox, que pretende recuperar a voz de pacientes que perderam a fala, mas por meio de registros de gravações antigas.

 

Na pele do outro
Quando foi a última vez que você se colocou no lugar de alguém? É o que questiona Tanya Prive, sócia da Legacy Transformational Consulting, no Inc., ao falar da importância da empatia para líderes. De uma equipe mais leal e engajada à produtividade elevada e melhor trabalho em grupo, os benefícios são inúmeros, cita a autora. Para melhorar a forma de se conectar com os seus colaboradores, ela indica: conscientizar-se de seus próprios preconceitos, opiniões e experiências passadas e realmente escutar o que a outra pessoa está tentando comunicar; criar laços mais fundos com sua equipe (a recomendação dela aqui é começar uma reunião falando sobre as experiências do fim de semana ou de uma viagem em vez de ir direto a um relatório, por exemplo); ser gentil (demonstrar apreciação faz com que seus funcionários trabalhem mais satisfeitos). Leia mais no link acima.

 

Estude seu próprio sucesso
Falando em receber apreciação para produzir melhor, um estudo da Harvard Business Review mostra que não precisamos esperar elogios de terceiros o tempo todo para alcançar o sucesso. Um empreendedor tem como evoluir sem ficar esperando que alguém todo dia lhe dê “um tapinha nas costas”. O artigo do link acima diz que o fundador pode coletar alguns feedbacks positivos que recebeu em determinado momento (seja pessoalmente ou um review em seu site) e analisá-los de tempos em tempos, quando precisar de motivação. Sempre é possível, também, fazer perguntas aos clientes para saber se estão satisfeitos e como incrementar seus produtos ou serviços. Criar um benchmark de suas melhores práticas e pensar em como fortalecê-las é outro ponto observado no estudo.

 

Todxs Embaixadorxs
Vão até domingo (19) as inscrições para a 3ª edição do programa Todox Embaixadorxs, iniciativa da startup TODXs com o objetivo de identificar e capacitar uma nova geração de líderes LGBTI+, além de desenvolver projetos nesta área. De junho a novembro, os jovens, de 18 a 26 anos, participarão de workshops sobre liderança, gestão de projetos e empreendedorismo social, com foco em grupos sub-representados no Brasil. As aulas serão online e facilitadas por especialistas de cada área. Mais informações sobre o processo seletivo no link acima.

Veja também: