SPONSORS:

Seleção Draft – Julgamentos são improdutivos

- 25 de janeiro de 2019
Uma maneira de melhorar o desempenho profissional é assumir que todos ao seu redor têm algo a lhe ensinar.

Julgamentos são improdutivos
O Fast Company (link acima) publicou um artigo de Art Markman, PhD e professor de Psicologia e Marketing da Universidde do Texas, em que ele afirma que, por mais natural que seja julgar o outro, no ambiente de trabalho, isso gera competitividade e falta de abertura para descobrir maneiras novas e melhores de se realizar um trabalho. Art diz:

“Se você observa o comportamento de outras pessoas, veja o que pode aprender com elas. Quando você as julga, a suposição implícita é que sua visão é melhor do que a delas, então, se elas fazem algo diferente do que você faria, estão erradas. Mas e se seus colegas realmente souberem coisas que você não sabe?”

 

Como diversificar um time
Pesquisas indicam que as equipes de liderança mais bem-sucedidas são compostas com diversidade. Uma matéria do Entrepeneur, publicada hoje, traz dicas caso sua startup esteja atrasada nesse aspecto. A autora Serenity Gibbons sugere, no link acima, que se comece alterando algumas das estratégias de contratação. Por exemplo, considere a definição de diversidade além de raça, gênero e pense em vivências, visão de mundo. Revise anúncios de vagas, critérios de seleção de candidatos e processo de entrevista para que alguém com um perfil diferente não se sinta muito estranho ao entrar na empresa. Por fim, para ter um time diversificado a longo prazo, o assunto não pode ser tabu, porque o objetivo não é ocultar a falta de diversidade, mas sim promovê-la.

 

Storytelling para vendas
O fato de os clientes estarem cada vez mais empoderados gera pressão extra nas equipes de venda, que precisam se ajustar. Tricia Levasseur, especialista em marketing digital e idealizadora do ShowMeMyCustomers.com, compartilhou no Medium (link acima) algumas dicas essenciais de storytelling de vendas. Ela acredita que, em geral, as pessoas não compram os melhores produtos, mas aqueles que entendem. Assim, ela garante que construir um negócio com base em uma boa história é o segredo. Ela destrincha tudo em três atos: Ato I – Sobre narração de histórias; Ato II – Como criar uma história de vendas (personas de clientes; jornada do cliente; funil de venda X roda de venda; mapeamento de estratégias de vendas diretas para o mercado); e Ato III – Integrando a história de vendas com a tecnologia de vendas.

 

Movile Hack
Acontecerá nas cidades de Recife (PE), dias 09 e 10 de fevereiro no Porto Digital, e São Carlos (SP), dias 16 e 17 de fevereiro no OnovoLab, a maratona tecnológica de 24h da Movile. A diferença desta iniciativa é que serão apresentados problemas reais já solucionados pelo time interno, a fim de mostrar aos participantes a solução encontrada e entender as novas e diferentes alternativas que podem ser desenvolvidas para aqueles desafios. O tema desta edição do Movile Hack é a área de pagamentos. Os selecionados para o hackathon receberão diversos treinamentos online para um aquecimento. Serão premiados os grupos que ficarem em primeiro, segundo e terceiro lugares. Inscrições pelo link cima.

Veja também:

Porto Alegre no mapa mundial da inovação: como foi a primeira edição do Tech Art Festival

- 3 de abril de 2019