SPONSORS:

Seleção Draft – Líder também pede ajuda

- 22 de janeiro de 2019
Nossos pontos fracos nos tornam mais vulneráveis ​​quando fingimos que eles não existem. Peça ajuda!

Líder também pede ajuda
A Harvard Business Review publicou um desabafo motivador de Peter Bregman, master coach e CEO da Bregman Partners, sobre liderança. Ele começa o texto dizendo que, mesmo defendendo que a vulnerabilidade é força, durante um acidente de bike, ele se surpreendeu ao perceber que se via como um super-humano e não foi capaz de pedir ajuda. Concluiu que não reconhecer as fraquezas é contraproducente e insustentável. No link acima, ele propõe a seguinte reflexão: se liderança é sobre conexão, como as pessoas irão te seguir, trabalhar duro para você, se arriscar e se sacrificar se você revelar a elas apenas a sua força para impressioná-las? Peter alerta que precisar e pedir ajuda é uma parte essencial de exercer a liderança e que é um erro pensar que o trabalho de um líder é só ajudar os outros. Ele afirma, ainda, que as pessoas se sentem bem e inspiradas ao ajudar quando são necessárias e, assim, sentem-se conectadas.

 

Amazon inicia vendas diretas no Brasil
A Amazon anunciou, hoje, o lançamento de seu primeiro centro de distribuição direta na América do Sul, em Cajamar, na Grande São Paulo. Segundo reportagem da Época Negócios (link acima), o espaço conta com mais de 120 mil produtos. Daniel Mazini, diretor de varejo da Amazon, disse que quatro novas categorias de produtos serão vendidas e entregues pela própria empresa e também por vendedores parceiros, no formato marketplace: bebê, beleza, brinquedos e cuidados pessoais (que inclui artigos de limpeza). Com isso, o site amplia seu catálogo e a concorrência acende um alerta vermelho. Se a empresa repetir os resultados obtidos no segmento editorial, terá no Brasil um de seus principais mercados no mundo. A Folha de São Paulo traz, ainda, outras informações sobre a iniciativa.

 

Transformação Agile e o Cinema
Para falar sobre transformação organizacional ágil (os famosos Agile Methods), Melissa Swift (advisor da Korn Ferry para América do Norte) pensou fora da caixa e achou… o cinema. No link acima, do The Enterprisers Project, ela diz que quando as corporações pensam no assunto, muitas vezes, imaginam um processo semelhante ao de Cinderela: resultados rápidos, fáceis e bonitos, impingidos pela Fada Madrinha. Mas o que ocorre é um processo de Lobisomem Americano em Londres: agonizante, longo, doloroso e com algumas consequências desagradáveis. Melissa isolou quatro fatores que diferenciam as transformações bem-sucedidas:

1. Entender que a transformação é mais do que implementar processos Scrum ou Kanban;
2. Antes de começar, ter uma parcela significativa de líderes e funcionários dispostos a participar;
3. Ter líderes que delegam e aceitam, esporadicamente, saídas intermediárias ou imperfeitas:
4. Não subestimar o trabalho envolvido na transformação Agile.

 

Launchpad Accelerator São Paulo
Até 8 de fevereiro, o Google recebe candidaturas de startups que queiram desenvolver soluções em AI, Machine Learning, Android, Google Cloud Platform, Progressive Web Apps e Accelerated Mobile Pages para o programa de aceleração em São Paulo. A nova turma terá entre seis e oito startups, que começarão a trabalhar no dia 1º de abril. Com duração de três meses, o programa oferece suporte técnico e, além disso, as escolhidas recebem entre 20 e 100 mil dólares em créditos de produtos Google. Inscrições pelo link acima.

1523 Total Views 1 Views Today
Veja também: