SPONSORS:

Seleção Draft – Não é feio dizer “não”

- 15 de fevereiro de 2019
Não se sinta envergonhado na hora de negar um pedido. Apenas respeite os seus limites e seja gentil.

Não é feio dizer “não”
A estrategista em Personal Branding Juliana Saldanha escreve sobre como se livrar daquela culpa que costumamos sentir ao dizer “não”. Ela afirma, no LinkedIn, que culturalmente a negativa é associada ao conflito, à falta de educação, à perda de uma oportunidade, à sensação de estarmos sendo egoístas e ao medo de decepcionar outras pessoas. No entanto, dizer “sim” não é o melhor caminho para amenizar o peso na consciência. Segundo a autora, ao concordar com algo sem ter certeza, a insatisfação ou a mediocridade (em ser mediano e não excelente) podem tomar conta do acordo inicial. Juliana ainda indica, no link acima, formas de falar “não” com elegância e convicção:

1) Não peça perdão por negar algo, mas seja gentil;
2) Não diga “vou pensar”;
3) Não invente desculpas;
4) Entenda que seu valor não está associado ao quanto você faz pelos outros.

 

Detox de estresse
Um suco detox cai bem, mas já pensou em um detox do estresse? É possível fazer isso, segundo o Entrepreneur, adotando uma ou mais das seguintes práticas — importantes para quem empreende, mas muitas vezes negligenciadas: exercitar-se, beber mais água do que álcool, dar um tempo no mundo digital e buscar atividades relaxantes (o artigo menciona yoga e massagem, mas fica ao gosto do fundador). Leia mais no link acima.

 

Amor ao problema
Em entrevista à PEGN, Ariel Lambrecht, cofundador da 99 e da Yellow, diz que ter “amor ao problema” faz toda a diferença na hora de empreender. Ele conta que seus colegas da época da faculdade de Engenharia olhavam para ele e para o sócio Renato Freitas como loucos pois, enquanto os amigos estudavam para passar em testes de grandes consultorias, eles já desejavam ter o próprio negócio. Ele mesmo descreve, no link acima, que “brincava de desenhar website, fazendo animações em 3D”. As pessoas questionavam aquilo: “Você acha que com paixão e as suas ideias você vai chegar a algum lugar, mas não é assim, você tem de conseguir um emprego bom”. Bem, deu no que deu: um unicórnio e uma startup de bikes e patinetes em expansão.

 

Distrito Fintech
Acontece no próximo dia 21, em São Paulo, a inauguração do Distrito Fintech, primeiro campus para startups financeiras do país. O espaço, na zona oeste da capital, foi criado pela KPMG, HDI Seguros e Distrito e é inspirado nas norte-americanas Rocket Space e Plug & Play, com o objetivo de reunir fintechs, insurtechs e negócios no ramo das criptomoedas. No dia da abertura acontecerão diversas palestras com temas como: “A febre da Inovação no Brasil e Tendências para 2019”, “Existe disrupção iminente na indústria de seguros?” e “Regulação e Open Banking“. A entrada é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo link acima.

Veja também: