SPONSORS:

Seleção Draft – Não fale de trabalho em casa

- 5 de outubro de 2018
Na hora de descansar, esqueça os negócios. Faz bem para a sua saúde e de sua empresa.

Não fale de trabalho em casa
Em casa é hora de sossegar. É basicamente esta a mensagem do investidor John Rampton no Entrepreneur. Ele diz que, para o bem de sua empresa e de sua família, o empreendedor deve saber deixar de lado o negócio quando acaba o expediente e dá dicas para ser mais eficiente durante o dia e curtir seu “lar, doce lar” e, de fato, descansar. As recomendações apontadas no texto acima e listadas abaixo são:

1) Controle sua produtividade (evitando dispersões);
2) Estabeleça limites para olhar o e-mail fora do trabalho;
3) Deixe as pessoas te ajudarem (ou seja, delegue!);
4) Valorize sua noite de sono (acordando, assim, mais disposto para a “batalha”).

 

Dia do empreendedor
No Dia do Empreendedor, o DCI destaca que quase 7,5 milhões de empresas na modalidade Microempreendedor Individual (MEI) foram abertas no país até o último dia 29, segundo dados do Portal do Empreendedor. O texto ainda aponta que, levando em conta um estudo do Serasa, o número de MEIs cresceu 38% em três anos. Esse avanço, de acordo com o o artigo, mostra que cada vez mais brasileiros têm apostado em abrir o próprio negócio para driblar a crise financeira e a falta de emprego. Leia mais no link acima.

 

Os queridinhos do atendimento
Chamados por Camila Achutti, fundadora da Mastertech (plataforma de educação de habilidades do século 21), de “queridinhos do atendimento online”, os chatbots devem ser adotados por mais de 50% das médias e grandes empresas até 2020. A consultoria Gartner aponta, inclusive, que em alguns anos as pessoas estarão conversando mais com chatbots do que com seus próprios cônjuges. Para isso, o papo precisa ser bom, mas nem tudo é perfeito nessa relação. Respostas automatizadas podem gerar perda de clientes, alerta a empreendedora na Época Negócios (link acima). Por ora, a dica é manter um mix dos dois (máquinas e humanos) no atendimento. Já para o futuro, os desenvolvedores terão que se especializar para a tecnologia reconhecer a intenção do usuário.

 

Aceleração Renner
Vão até dia 13 as inscrições (no link acima) para o programa de aceleração das Lojas Renner. A empresa vai selecionar três startups  que desenvolvam matérias-primas e processos menos impactantes para o meio ambiente. As soluções podem estar relacionadas com sustentabilidade, indústria, energia, economia circular, construção, logística e varejo. O negócio precisa já estar em operação, ter faturamento e, pelo menos, um cliente ativo. Os escolhidos terão a chance de realizar projetos junto à Renner e receberão 100 mil reais em acesso a ferramentas, por meio do programa de parcerias com a aceleradora WOW.

Veja também: