SPONSORS:

Seleção Draft – Networking para tímidos

- 7 de setembro de 2017
Como se sair bem no networking sendo um fundador tímido (Imagem Lucas Lima 91-Flickr/Reprodução).
Como se sair bem no networking sendo um fundador tímido (Imagem Lucas Lima 91-Flickr/Reprodução).

Networking para tímidos
Ter que ir a um evento, fazer social e tentar vender seu negócio pode ser difícil para fundadores tímidos. Para ajudar empreendedores com esse perfil, um artigo do Inc. (link acima) aponta algumas estratégias inusitadas, mas já testadas e aprovadas por Andrea Barrica, CEO do O.school (site sobre sexo e prazer sem tabu) e uma pessoa declaradamente introvertida. Entre elas:

1) Introduzir a conversa com perguntas surpreendentes;
2) Não ter vergonha de dar mais atenção a quem despertou seu interesse;
3) Dormir bastante antes de um evento de networking;
4) Adicionar o contato diretamente no Facebook em vez do Linkedin;
5) Não fazer um pitch longo de sua startup logo de cara.

 

Procure o nerd certo
Muitos fundadores de startups de tecnologia não são especialistas no assunto e costumam aceitar a opinião de desenvolvedores para definir o software e a linguagem de programação do negócio. No entanto, no Entrepreneur (link acima), o mentor Rahul Varshneya diz que a tendência é esse profissional indicar opções com as quais já esteja familiarizado e que não necessariamente são as melhores para a empresa. Para uma escolha mais acertada, ele aconselha o empreendedor a analisar antes três fatores: qual a plataforma ideal (mobile x web), os recursos existentes no mercado e as particularidades de seu produto.

 

Empreendedorismo em agtech
A Agtech Garage promove um curso online de empreendedorismo focado em agronegócio. Ao todo, serão 10 módulos, que vão abordar, entre outros temas: o ecossistema de startups desse setor no Brasil e no mundo, aspectos societários e modelos de negócios. As aulas começam no próximo dia 18 e têm duração de três meses. As inscrições custam 1.170 reais e podem ser feitas no link acima.

Veja também:

“Sempre achei que minha carreira evoluiria escada acima. Não podia estar mais enganada”

- 27 de abril de 2018
Depois de viver o luto pela mãe, Fernanda Sigilião partiu em busca do emprego perfeito. Ainda não o encontrou, mas compartilha seu passo a passo de como abrir caminhos — na Europa ou em qualquer lugar.