SPONSORS:

Seleção Draft – O que é que o empreendedor tem?

- 6 de agosto de 2018
Não tem brinco de ouro nem bata rendada, mas muito inconformismo (e como a baiana, certo molejo para manter a empresa no caminho certo).

O que é que o empreendedor tem?
No Medium (link acima), Jean Rosier, professor e sócio da Perestroika, escreve sobre o que considera ser o grande diferencial dos empreendedores. Ele adianta que não tem nada a ver com “propósito, barriga no balcão, paixão e força de vontade”. A palavra é outra: inconformismo. Segundo ele, um empreender não precisa necessariamente ser uma pessoa que abre uma empresa, mas alguém que não se contenta com o ritmo que a vida impõe e assume riscos. Ele ainda destaca:

“O empreendedor acredita com todas as suas forças, está disposto a tudo, não aceita “nãos”, não acata passivamente e isso não acontece porque somos apaixonados, acontece porque somos inconformados”

 

Escalar sem tombar
Heidi Zak, CEO da empresa de lingeries ThirdLove, fala sobre três desafios que costumam aparecer no caminho de uma startup que está escalando e como superá-los. No Inc., ela diz que o primeiro deles é fazer a transição de uma equipe de generalistas para especialistas. Para isso, indica a criação de departamentos e a contratação de pessoas com habilidades específicas. Já o segundo é parar de tentar fazer tudo acontecer ao mesmo tempo e introduzir processos para facilitar o andamento dos projetos (seja fazendo reuniões semanais ou criando sistemas de feedbacks). Por fim, o terceiro é manter intacta a mesma “paixão” de quando a empresa ainda era pequena, mas com mais agilidade e flexibilidade. Leia mais no link acima.

 

Como sobreviver de hardware
Desenvolver hardwares já é algo difícil. Lucrar com eles, algo mais complicado ainda. O Slate traz como exemplo a Roku, considerada uma das maiores fabricante de decodificadores de TV que permitem aos usuários assistirem conteúdos da internet. De acordo com o texto (link acima), até mesmo o negócio, com quase 21 milhões de usuários, não consegue sobreviver apenas das vendas do dispositivo. O que o mantém em pé são os anúncios e conteúdo pago. Realidade bem diferente da vivida pela Apple, que tem o controle de sua cadeia de produção e consegue manter clientes mesmo com o preço dos produtos nas alturas. O que resta aos outros negócios do meio, conclui o artigo, é complementar seus modelos de negócios, com serviços de assinatura e armazenamento de dados, por exemplo.

 

O Poder da Colaboração
Acontece na próxima quinta-feira (9), em São Paulo, a 15ª edição do Poder da Colaboração. A cada bimestre, a plataforma de mesmo nome traz seis palestras e pitches para inspirar o público. Os convidados deste encontro são: Maida Novaes (Instituto Trovadores Urbanos), Christian Francis Braga (Grupo de Atitude Social) Fábio Brotto (Projeto Cooperação), Alvimar da Silva (fundador do Jaubra), Anderson Odorico (Projeto Uma nova chance) e também a presença de Phydia de Athayde, co-publisher e editora-chefe do Draft. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link acima.

Veja também: