SPONSORS:

Seleção Draft – Previsões mais realistas

- 7 de maio de 2018
Pare de criar expectativas extraordinárias e projete seu negócio com base em fatos reais.
Pare de criar expectativas extraordinárias e projete seu negócio com base em fatos reais.

Previsões mais realistas
Nick De Mey, fundador da consultoria Board of Innovation, diz no The Next Web (link acima) que as pessoas tendem a criar expectativas extraordinários em relação ao futuro. Ele cita o desenho Jetson como exemplo e afirma que ainda estamos bem longe de chegar à realidade pintada pela animação de 1962. Voltando ao universo empreendedor, Nick alerta que um fundador precisa manter os pés no chão na hora de desenhar seus produtos e indica quatro maneiras de imaginar o futuro de forma mais estruturada:

1) Analisar as tendências de hoje, ontem e amanhã;
2) Pensar a curto prazo e não daqui 10 ou 20 anos;
3) Entender como diferentes ideias podem se cruzar em mais de um setor;
4) Validar suas suposições antes de se arriscar.

 

A planilha da startups
Seguindo o modelo de planilha do mercado publicitário brasileiro, que aponta a realidade do dia a dia das agências com depoimentos anônimos de funcionários, acaba de surgir a planilha das startups. De acordo com o B9 (link acima), o documento mostra como é trabalhar em uma startup, ressaltando pontos negativos e positivos desse ambiente. A planilha conta até o momento desta publicação com 204 depoimentos e está disponível aqui.

 

Não é filantropia
A Folha de S. Paulo traz uma pesquisa do Sebrae que mostra como a maioria dos empreendedores brasileiros ainda confunde o modelo de negócios sociais com filantropia. O levantamento ouviu 81 fundadores de sete estados em maio do ano passado e concluiu que somente 9,7% dos entrevistados chegaram próximo da definição de impacto social. Já para 64,5%, apenas o fato de incluir pessoas de menor renda na cadeia de suprimentos é o suficiente para que seu negócio seja considerado de impacto social. E, por fim, 8,1% acham que realizar ações filantrópicas, como doar dinheiro a entidades, é uma forma de impacto social. Leia mais no link acima.

 

Entendendo o Sistema B
O Impact Hub realiza amanhã, na capital paulista, um evento pra apresentar o Sistema B, um movimento global de empresas que utilizam seu poder de mercado para solucionar problemas sociais ou ambientais. O encontro abordará como obter a Certificação B e contará com depoimentos de empresas certificadas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link acima.

7468 Total Views 1 Views Today
Veja também:

“Use a furadeira como uma garota”: a Agiliza Lab ensina mulheres (e homens) a realizar reparos residenciais

- 31 de julho de 2019