SPONSORS:

Seleção Draft – Programar ou delegar?

- 13 de agosto de 2018
"Fantasma" para muitos fundadores de startups, o conhecimento em programação pode trazer benefícios inesperados.
"Fantasma" para muitos fundadores de startups, o conhecimento em programação pode trazer benefícios inesperados (imagem: Pixabay).

Programar ou delegar?
Quem está à frente de uma startup e não sabe programar certamente já recebeu olhares enviesados de muita gente. Por outro lado, é fato que ter uma boa ideia e achar que traduza isso em software está longe de ser demérito. O pessoal do e27 perguntou a quatro empreendedores de Cingapura que vantagens um fundador de startup que saiba programar pode ter sobre aqueles que apenas “mandam fazer”. Além do óbvio (ter mais segurança na hora de contratar e pautar programadores) eles apontam, também, que o aprendizado os tornou capazes de pensar e resolver problemas de maneira diferente. Isso mesmo. Leia mais no link acima.

 

Liderar não é gerir
Você é um líder ou um gestor? É assim que Lisa Evans, na Fast Company (link acima), inicia um interessante artigo sobre essa diferença — nada sutil — entre diferentes estilos de comandar um negócio. Líderes inspiram pessoas, enquanto gestores fazem as pessoas trabalharem para eles. O objetivo é ajudar o leitor a perceber qual é o seu perfil, e (caso você queria passar de gestor a líder) como mudá-lo. Quem dá as dicas é Halelly Azulay, fundador e CEO da TalentGrow LLC. Algumas delas são:

1) Você não precisar ser um bom gestor para ser um bom líder;
2) Pratique a visão de longo prazo; 
3) Desenvolva sua inteligência emocional. 

 

AI ameaça empresas
A Harvard Business Review, como é de seu perfil, traz um artigo escrito por Julian Birkinshaw, professor de estratégia e empreendedorismo na London Business School, em que ele questiona não o medo (relativamente comum) de que seres humanos percam seus empregos ao serem substituídos pela Inteligência Artificial. A pergunta aqui é: com o avanço da AI, o que sobrará para as empresas? Quais qualidades são capazes de distinguir as empresas em um mundo feito de smart contracts e gerido por AI? Leia mais no link acima.

 

LinkedIn para os Negócios
O LinkedIn é a maior rede social de negócios do mundo e seu potencial vai muito além da seleção e recrutamento: uma boa presença nesta rede cria oportunidades de contato direto com públicos de interesse, constrói confiança e gera negócios. É para ajudar o participante a melhorar sua presença, ou a de sua empresa, por ali que o workshop LinkedIn para os Negócios se apresenta. No próximo dia 31, em São Paulo, Patricia Barão, diretora da inova.etc, e Renato Cruz, editor do inova.jor, vão ministrar a oficina, que vai das 9h às 13h e custa 350 reais. Inscrições no link acima.

Veja também: