SPONSORS:

Seleção Draft – Startups no divã

- 12 de setembro de 2018
A partir de novembro, startups poderão oferecer sessões online com a permissão do Conselho Federal de Psicologia.
A partir de novembro, startups poderão oferecer sessões online com a permissão do Conselho Federal de Psicologia.

Startups no divã
O Estadão fala sobre uma nova norma do Conselho Federal de Psicologia, que passa a vigorar daqui dois meses,  dando espaço para startups dessa área. Com a regra, psicólogos poderão realizar sessões de psicoterapia online. Antes, já era possível agendar até 20 encontros nesse formato (mas o limite inviabilizava os negócios dedicados ao setor). O texto destaca startups que já trabalham nesse modelo, como a Vittude, a Zenklub, a TelaVita e a Eurekka, e diz que algumas linhas têm mais facilidade de se ajustar à internet. Para os profissionais que seguem uma vertente mais rígida (de não olhar para o paciente e manter certa distância), essa opção de atendimento será um desafio. “Eles vão precisar achar um meio termo. Se Freud estivesse vivo, tenho certeza de que já estaria atendendo pela internet”, diz Milene Rosenthal, fundadora da TelaVita. Leia mais no link acima.

 

Juventude e experiência
Chip Conley, empreendedor e autor de best-sellers sobre empreendedorismo, fala em seu novo livro Wisdom at Work sobre como a sabedoria da idade e da experiência podem beneficiar a velocidade da digitalização nos novos negócios. Ele é um exemplo prático do que chama de “ancião moderno”, em entrevista ao Singularity Hub (link acima). Após 25 anos administrando uma das cadeias de hotéis boutique mais conhecidas do mundo, a Joie de Vivre Hospitality, se uniu ao Airbnb como chefe da hospitalidade global. A mudança, segundo ele, mostra como trabalhadores mais velhos podem combinar suas habilidades e experiências com as de executivos menos experientes, fortalecendo a nova economia.

 

De heróis a entediantes
Como líderes do Vale do Silício foram perdendo o prestígio em tão pouco tempo? É este o questionamento do colunista Farhad Manjoo no New York Times. Ele começa seu texto (link acima) criticando a dificuldade do CEO do Twitter Jack Dorsey em explicar conceitos técnicos de sua plataforma em depoimento ao Congresso na semana passada. O autor ainda fala como Mark Zuckerberg, Satya Nadella e outros CEOs de tecnologia se tornaram “insossos”. Para ele, o único que ainda mantém o nível “visionário” é Elon Musk. Apesar dos últimos vexames (incluindo o do baseado), Farhad considera que o empreendedor seguiu um plano coerente quando começou a produzir o Tesla, mas se perdeu ao fazer cada vez mais promessas de versões mirabolantes do carro — o que tem tornado o modelo de negócio insustentável.

 

Women Funding Women
Acontece, pela primeira vez no Brasil, em São Paulo, o Women Funding Women, evento da Dell, em parceria com a Springboard Enterprises, com o objetivo de promover o empreendedorismo feminino ao redor do mundo. O encontro, na próxima terça-feira (18), irá reunir nomes como Lauren Flanagan, sócia da empresa de investimento Belle Capital, Maria Luisa Aguiar, diretora de vendas da Agrosmart, Mariana Freitas, cofundadora da Sirius App, e Maria Rita Spina Bueno, diretora executiva da Anjos do Brasil. O evento, que já esteve em cidades como Paris, Tóquio e Toronto, é gratuito. Mais informações no link acima.

Veja também:

Verbete Draft: o que é Thinking Environment

- 31 de outubro de 2018
3861 0 0