SPONSORS:

Seleção Draft – Twitter com novo CEO

- 6 de outubro de 2015
Twitter quer se renovar com antigo CEO (Imagem: nosha - Flickr/ Reprodução)

O novo (antigo) CEO do Twitter
O artigo da Slate diz que ele pode ser o homem mais interessante no mundo da tecnologia. A reportagem do Recode diz que ele está pronto para salvar a empresa. A procura por um novo CEO fez o Twitter reencontrar Jack Dorsey, que já ocupou o mesmo cargo em 2006 por lá e também fundou a Square, startup de pagamentos mobile. Os dois textos chamam atenção para o momento atual da companhia, que parece gritar por inovação. Alguns sintomas foram apontados por notícias recentes: a rede social já estaria planejando usar algoritmos semelhantes ao Facebook, além de aumentar seus habituais 140 caracteres. A pergunta que fica é: como Jack Dorsey vai ajudar a antiga empresa a se transformar? Leia mais nos links acima.

 

Investidores-anjo em alta
A notícia é boa para quem procura investidores-anjo no Brasil. A VP da Gávea Angels, Camila Farani, divulgou um material para a imprensa onde diz que a situação econômica atual do País aumentou em 30% o número de profissionais na associação. O contexto é bom, principalmente, para startups que querem desenvolver soluções problemas de saúde e educação, segundo a empreendedora. Por outro lado, enquanto há mais investidores, o valor aportado por novas empresas ainda não teria aumentado significativamente. Camila deixa algumas dicas para melhorar as chances na hora do pitch:

1) Startups com sócios complementares maduros e profissionais costumam sair na frente;
2) Analisar o potencial e todas as falhas do projeto é fundamental;
3) A apresentação precisa ser objetiva: com informações de mercado, lucratividade, concorrência e estratégia de vendas afiadas.

 

Para que serve sua startup?
Antes de tirar o seu primeiro real do bolso para investir em um projeto, é preciso pensar: para que ele serve mesmo? Essa é a pergunta que faz o artigo do Medium, no link acima. O texto oferece até um método para mapear a utilidade do serviço. Primeiro de tudo, faça um top 5 dos maiores problemas que seus clientes podem encontrar, mas sem pensar imediatamente em uma solução. Depois, a parte da prospecção deve ser direta: abordar seus clientes em potencial para entender suas necessidades e disposição para pagar por uma solução. O autor diz:

“Nunca faça uma startup que ofereça soluções fáceis de encontrar. As pessoas vão usar seu produto, mas não pagar por ele”

O melhor de tudo é que esse processo não envolve nenhum custo.

 

SESI Cultura Digital
Os cariocas interessados em tecnologia já têm programação para o fim de semana. Entre amanhã e sábado, dia 11, o SESI vai realizar mais uma edição do Cultura Digital, evento que debate a inovação em áreas como arte e educação. O local escolhido para montar o QG foi o Museu de Arte do Rio, na capital do RJ. Ainda faz parte da programação o Hackathon, um encontro para quem quer botar a mão da massa e construir projetos de transformação social. Leia mais sobre o que rola por lá no link acima. Para fazer sua inscrição, clique aqui.

3565 Total Views 1 Views Today
Veja também:

“Não gosto de hierarquia. Não é esse o nome do jogo”

- 19 de abril de 2016
Guilherme Ribenboim, VP do Twitter para a América Latina: "No final das contas, todas as plataformas digitais disputam o tempo do usuário e os investimentos de publicidade".