SPONSORS:

Seleção Draft – Uma receita, várias medidas

- 17 de maio de 2018
Não são apenas os números que temperam o sucesso de um negócio, mas a satisfação do cliente e o bem-estar do time.

Uma receita, várias medidas
Nem todos os resultados obtidos por uma startup são representados em números, como vendas e lucro. Existem outras métricas para indicar o sucesso de um negócio. O Influencive (link acima) traz a opinião de 11 empreendedores sobre as diferentes medidas que levam em consideração para saber se estão no caminho certo. Entre elas:

1) O grau de satisfação de seus consumidores;
2) O impacto positivo gerado por suas empresas;
3) A felicidade do time;
4) A qualidade de vida que têm.

 

Quando a crise vem
Peter Vanham, líder de mídia nos Estados Unidos do Fórum Econômico Mundial, escreve na Harvard Business Review sobre como um empreendedor deve enfrentar uma crise financeira. Para avaliar se vale a pena seguir remando em meio à tempestade ou abandonar o barco, ele sugere que o fundador se faça três questões cruciais: “quanto esforço pessoal ainda estou disposto a investir na minha empresa?”, “que acesso tenho a capital e como posso utilizá-lo para reverter o jogo?” e, por fim, “qual é a viabilidade do meu modelo de negócios?”. Leia mais no link acima.

 

Cliente sem razão
Sabe aquela máxima: “O cliente tem sempre razão”? Então, na prática, os empreendedores sabem que não é bem assim. Mas como dizer para um consumidor que ele está errado? A Forbes dá dicas de como agir nesta situação. Usar a inteligência emocional para escutar a reclamação e mostrar empatia é uma delas, assim como, entender melhor o problema para saber se existe uma solução simples que atenda ambas as partes. Além disso, o texto (link acima) recomenda que o fundador faça o usuário se sentir valorizado — apesar de ele estar equivocado — e seja  franco sobre a situação sem subir o tom da conversa.

 

Prêmio Empreendedor Social do Futuro
Acaba no domingo (20) o prazo de inscrição para a 14ª edição do Prêmio Empreendedor Social do Futuro. O concurso, realizado pela Folha de S. Paulo e pela Fundação Schwab, é voltado para empreendedores de impacto social com até 35 anos. Os finalistas e vencedores terão acesso a 350 mil reais em forma de mentorias, capacitação e cursos de qualificação. As candidaturas podem ser feitas pelo link acima.

Veja também: