SPONSORS:

Servicili, uma plataforma de contratação de serviços que quer ser rede social

- 13 de junho de 2016

Nome:
Servicili.

O que faz:
A startup é dona de uma plataforma que conecta consumidores e comerciantes de produtos ou serviços locais, descontos de fidelidade ou promoções especiais.

Que problema resolve:
O funcionamento é focado na solicitação de orçamentos pelos usuários. Além disso, uma das propostas é permitir que novos comerciantes ofereçam seus produtos e serviços por um preço mais vantajoso para atrair, converter e reter novos clientes.

O que a torna especial:
É uma plataforma composta por alguns marketplaces, com um uso semelhantes ao de redes sociais.

Modelo de negócio:
O lucro é obtido através da venda de assinaturas, crédito para envio de propostas (orçamentos) e porcentagem na venda de um produto ou serviço.

Fundação:
Maio de 2015.

Sócios:
Daniel Vieira Costa – CEO
Deborah Haguiuda – Investidora
Roy Adams – Investidor

Perfil dos fundadores:

Daniel Vieira Costa – 32 anos, São Bernardo do Campo (SP) – formado em Sistemas de Informações pela União Dinâmica Cataratas e em Desenvolvimento de Projetos para Web pela Universidade Federal Tecnológica do Paraná. É programador desde 1998, trader de bolsa de valores desde 2006 e arquiteto de software e gerente de projetos desde 2010, quando se tornou responsável pelo desenvolvimento do software Tributário da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços.

Como surgiu:
A ideia da Servicili surgiu em 2010, quando Daniel diz ter sentido a dificuldade de solicitar orçamentos e contratar profissionais para a construção de sua residência, durante uma explosão das construções no Brasil. Em 2015, o CEO abriu mão de um cargo em uma empresa para empreender, usando a sua experiência na área de desenvolvimento de software para tributação sobre serviços e networking para criar a plataforma.

Estágio atual:
A empresa opera de um coworking. O modelo foi validado em dezembro de 2015, quando a startup conseguiu 230 usuários que fecharam negócios por meio da plataforma. Hoje, a Servicili está em processo de conclusão da versão Beta.

Aceleração:
Os sócios estão em busca.

Investimento recebido:
Foram investidos 56 mil reais na plataforma.

Necessidade de investimento:
Segundo CEO, são necessários 150 mil reais para agilizar o crescimento da startup.

Mercado e concorrentes: 
Inicialmente, a empresa disputamos contra grandes empresas do setor, como GetNinjas, IguanaFix e Doutor Resolve. O que difere a startup das concorrentes diretas é a ambição dos sócios em transformar a plataforma em uma espécie de rede social, com layout e funcionalidades que se integram com outras demandas, como anúncios de promoções e descontos.

Maiores desafios:
Atrair novos clientes, para fecharem negócio utilizando a plataforma da Servicili. Os sócios também se preparam para ativar duas equipes de vendas, que irão negociar com 8 mil comerciantes de serviços no município.

Faturamento:
Ainda não fatura, pois os serviços serão oferecidos gratuitamente até a próxima versão da plataforma.

Previsão de break-even:
Dentro de 18 meses.

Visão de futuro:
“Queremos ser uma referência de rede social de serviços”, diz Daniel.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua  iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

 

3261 Total Views 1 Views Today
Veja também:

Inspirado pelos jogos e baladas da faculdade, o Guni quer ser a rede social preferida dos universitários

- 27 de maio de 2019

O que fazer quando a sua startup triplica de tamanho e recebe 40 milhões de investimento? O GetNinjas responde

- 23 de fevereiro de 2017
Eduardo L'Hotellier mantém a mesma cara de menino, mas está à frente de uma empresa cada vez maior.