SPONSORS:

Shippify, rede de entregas colaborativas

- 29 de janeiro de 2015
Detalhe do site.

Nome:
Shippify

O que faz:
É um serviço de entrega que promete ser mais rápido e eficiente por conta de de três aspectos:
1) Trabalham com uma rede colaborativa de entregadores, onde qualquer pessoa (ciclista, taxista, motoboy ou qualquer um que tenha carro) pode trabalhar entregando os encomendas e ganhando uma comissão por isso.
2) Têm um aplicativo móvel para acompanhar as entregas.
3) A interface é adaptável a qualquer site de e-commerce.

Que problema resolve:
A lentidão e ineficiência das previsões de tempo para entregas online.

Modelo de negócios
Querem lucrar oferecendo serviço freemium para marketplaces. Aos entregadores, oferecem um modelo ganha-ganha que paga por pacote entregue – é uma forma de lucrar enquanto estiver indo para um lugar com o porta-malas vazio, por exemplo.

Fundação:
Junho de 2014

Sócios:
Miguel Torres – Empreendedor por opção e administrador de empresas por formação, já criou várias startups em locais variados, como no Startup Chile e no Vale do Silício. Também é especialista em vendas e desenvolvimento de negócios.

Luis Loaiza, – Programador e CTO da Shippify, agrega muita experiência tecnológica, desde programação a sistemas de segurança em tempo real. Também já participou da criação de vários empreendimentos.

Investidores:
Investimentos anjo

Como surgiu:
“Quando tudo começou, estávamos vivendo em Santiago, Chile (fizemos parte do Startup-Chile), com a EWY.co (nossa última startup) e sempre tínhamos problemas para entregar os bens que as pessoas criavam a partir de nossa plataforma. Depois de muito tempo entregando produtos com o Luiz, co-fundador da Shippify, decidimos que estávamos cheios de esperar para entregar os produtos. Começamos então a esboçar as primeiras ideias e procurar pessoas interessadas em resolver o problema. Nascia a Shippify”, conta Torres.

Estágio atual:
Em operação parcial, com muitos testes do modelo de negócios ainda em andamento. Pretendem entrar em plena operação ainda em 2015.

Aceleração:
No momento estão sendo acelerados pela Techmall, em Belo Horizonte, MG, sob o apoio do programa Startup Brasil. Também já passaram pelo SEED, de Minas Gerais.

Necessidade de investimento:
Estão procurando o seed round, tentando captar 650 mil reais.

Investimento recebido:
Já receberam 200 mil reais. Esse montante foi parcialmente usado para testes, estabilização e ampliação das operações. A maior parte foi reservada para ser investida em 2015. “A rodada anjo foi essencial para testar e experimentar hipóteses, desenvolver o protótipo e aprender com os fracassos”, diz Torres.

Mercado e concorrentes:
“Atuamos no mercado de logística e entregas. A concorrência no Brasil gira em torno dos modelos convencionais de entrega, como os Correios. No mundo, existem outras organizações que são concorrentes, mas atuam focados na Ásia e EUA, como Shyp, Shutl. No Brasil existem outras startups com modelos de negócios que podem competir conosco, como a Mandae, mas eles não são colaborativos, ou a Axado, que é mais um modelo clássico que integra frete e logística”, diz Torres.

Maiores desafios:
Finalização do desenvolvimento da interface para sites de compras e do aplicativo móvel, além de validar modelo de entregas, comissões e logística.

Faturamento:
Previsto para iniciar em 2015.

Previsão de break-even:
Previsto para esse ano.

Visão de futuro:
Queremos criar um modelo global de colaboração nas logísticas, onde não teremos um único veículo ou armazém particular, onde tudo é baseado na colaboração e eficiência. Acreditamos que a eficiência e a tecnologia nos permitirão criar uma categoria completamente nova na indústria de entregas e logística”, conta Torres.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

Braveman, ou como ganhar mercado online vendendo um produto feito à mão

- 12 de dezembro de 2018
1032 1 0

Verbete Draft: o que é Customer Success

- 28 de novembro de 2018
2241 0 0