SPONSORS:

Verbete Draft: o que é Decacórnio

- 24 de abril de 2019
Vale o alerta: se a avaliação da startup estiver "inflacionada", o suposto decacórnio pode não ser exatamente o que parece.

Continuamos a série que explica as principais palavras do vocabulário dos empreendedores da nova economia. São termos e expressões que você precisa saber: seja para conhecer as novas ferramentas que vão impulsionar seus negócios ou para te ajudar a falar a mesma língua de mentores e investidores. O verbete de hoje é…

DECACÓRNIO

O que acham que é: Um unicórnio com dez chifres.

O que realmente é: Decacórnio (Decacorn) é a designação dada a startups — geralmente de tecnologia — que valem 10 bilhões de dólares, ou mais. O termo é derivado de unicórnio (unicorn), como são chamadas as empresas avaliadas em um bilhão de dólares.

A ideia de usar o mítico unicórnio tem a ver com o fato de que, há alguns anos, era estatisticamente raro existirem negócios com esse grau de sucesso financeiro. Isso é tão comum, hoje, que a designação precisou ser multiplicada em dez vezes.

De acordo com Roberto Marins, professor de infraestrutura, governança e empreendedorismo da FIAP, estamos presenciando uma era de grande velocidade nas transformações. “No mercado das startups isso também é uma realidade. Algumas empresas estão se tornando mais robustas, com grande aceitabilidade de mercado e destacando-se no valor de faturamento.”

Uma reportagem da Bloomberg de 2015 (link em “Para saber mais”, no rodapé deste texto) afirma que os valores astronômicos atingidos por empresas — que levaram ao surgimento das denominações “unicórnio” e “decacórnio” — são resultado de uma matemática de “faz-de-conta”, uma forma de proteger os investidores, que ajudam as startups mais maduras a garantir avaliações altas em troca de prioridade na hora em que a companhia abre seu capital ou no caso de uma avaliação posterior desfavorável.

O fato é que em 2013 havia 38 unicórnios e, em 2014, esse número saltou para 68. Em janeiro de 2019, um ranking da consultoria CB Insights identificava mais de 300 unicórnios — e 18 decacórnios.

Quem inventou: O termo unicórnio foi cunhado por Aileen Lee, venture capitalist americana do Vale do Silício. Não há um criador conhecido para a derivação decacórnio.

Quando foi inventado: O termo unicórnio, na acepção atual, em 2013. Decacórnio, em 2015.

Para que serve: É apenas uma designação sobre o valor da empresa. Apesar de os decacórnios geralmente serem startups pré-IPO (Initial Public Offering), prestes a abrir seu capital vendendo suas ações ao público (e assim seus proprietários renunciarem parte de sua propriedade), a denominação em nada influencia na venda, segundo Marins. “Esse é o ciclo comum e a empresa continua destacando-se com os pontos favoráveis e desfavoráveis do IPO.”

Quem já adquiriu o “status”: Uber, Airbnb e SpaceX são algumas das empresas classificadas como decacórnios. O Pinterest chegou a fazer parte desse grupo, mas em seu pré-IPO a empresa foi avaliada abaixo dos 12 bilhões em relação à última mensuração privada. Com isso, perdeu o título e passou a ser chamada ironicamente de Undercorn (ou “sub-córnio”, em tradução livre). Este termo, por sua vez, teria sido cunhado por Dan Primack, editor de negócios da newsletter Axios, e depois aplicado pelo New York Times ao caso do Pinterest. Curiosidade: já existe inclusive outro nome — hectocórnio — reservado às empresas que atingirem valor acima de 100 bilhões de dólares (nenhuma, por enquanto).

Efeitos colaterais: Cuidado em relação à gestão pelo alto valor atingido pela empresa. Para Marins, isso não é, em si, um ponto negativo — e, sim, um aspecto desafiador. “Exige-se mais da gestão para que a empresa não se desvalorize e continue crescendo e mantendo a imagem da marca, a presença de mercado e o faturamento, entre outros pontos.”

Quem é contra: Investidores que desconfiam da matemática empregada para estimar em 10 bilhões de dólares (ou mais) o valor de mercado de algumas startups.

Para saber mais:
1) Leia, na Bloomberg, The Fuzzy, Insane Math That’s Creating So Many Billion-Dollar Tech Companies.
2) Leia, na Business Insider, There are so many $10 billion startups that there’s a new name for them: ‘decacorns’.
3) Leia, no New York Times, Pinterest Dials Down Expectations as I.P.O. Nears.

Veja também: