SPONSORS:

Verbete Draft: o que é Health Coach

- 26 de outubro de 2016
A Health Coach Julia Hu criou o aplicativo LARK, eleito o melhor do ano em 2015.
A Health Coach Julia Hu criou o aplicativo LARK, eleito o melhor do ano em 2015 (foto, reprodução internet).

Continuamos a série que explica as principais palavras do vocabulário dos empreendedores da nova economia. São termos e expressões que você precisa saber: seja para conhecer as novas ferramentas que vão impulsionar seus negócios ou para te ajudar a falar a mesma língua de mentores e investidores. O verbete de hoje é…

O que acham que é: O mesmo que Personal Trainer.

O que realmente é: Health Coach é um profissional que oferece a um cliente, o coachee, caminhos e objetivos para o equilíbrio da saúde de uma forma holística, abordando questões comportamentais para seu bem-estar. Enquanto o Coach tradicional tem como objetivo explorar potenciais, descobrir sonhos, desenvolver metas e superar desafios (muitas vezes profissionais) de seu coachee, o Health Coach trabalha com desejos, anseios e metas voltadas ao estilo de vida saudável em termos de alimentação, atividades físicas e entendimento do que pode estar causando maus hábitos (inclusive questões emocionais, se for o caso).

Monique Diniz, personal de Health Coach, que o Health Coach não passa dietas nem programas de exercício físico. Porém, por ser um especialista em mudanças de hábitos, ele auxilia o cliente em tomadas de decisões (como ir a um nutricionista ou matricular-se na academia, por exemplo) e a ser mais assertivos com suas metas e propósitos. “O Health Coach irá ensinar ao cliente a ter consciência alimentar, se autoconhecer e, partir disso, ele começa a comer melhor, reduz o stress, reduz o peso e desintoxica o corpo.”

De acordo com José Roberto Marques, Master Coach Senior e presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o Health Coaching é uma metodologia comportamental com o objetivo de identificar no coachee suas metas em relação a saúde e qualidade de vida por meio do desenvolvimento de habilidades e competências que propiciem atitudes e ações positivas em prol do seu objetivo. “O benefício desse processo está no autoconhecimento. O Health Coach trabalha para gerar reflexão no coachee, para que ele mesmo encontre soluções para suas questões, além de estabelecer um objetivo que viabilize seu bem-estar.”

As sessões de Health Coach custam, em geral, de 150 a 300 reais. Marques diz que, no geral, um processo de Health Coaching trabalha de 10 a 15 encontros semanais, quinzenais ou mensais. “Depende dos objetivos do cliente. Em 4 semanas, a pessoa já começa a sentir mudanças profundas na vida, o que incentiva sua permanência no programa”, diz Diniz. Fora do Brasil, há formação em Health Coach em universidades como Duke e Arizona. Aqui, formam o IBC, a ABRAP (Associação Brasileira de Psicoterapia) e a SBW Coaching, entre outros.

Quem inventou: Não há um criador. Marques diz que surgiu a partir da necessidade da busca da saúde e do bem-estar: “Vem ganhando muito notoriedade devido à sua eficácia. Acredito que a segmentação é a consequência de um processo que apresenta resultados a curto prazo e duradouros”.

Quando foi inventado: Não há data exata. Nos Estados Unidos existe há cerca de 20 anos. Ainda é novo no Brasil, onde chegou há poucos anos e encontrou um mercado em crescimento.

Para que serve: Para, por meio do aprendizado, do autoconhecimento e da mudança de comportamento, obter hábitos mais saudáveis.

Quem usa: De acordo com Marques, o Health Coach atua diretamente com clientes com dificuldade em perder peso, insônia e estresse, mas também com profissionais da área da saúde que querem trabalhar com seus pacientes de forma mais assertiva. “As ferramentas deste tipo de Coaching podem ser utilizadas por médicos, odontólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, acupunturistas e educadores físicos, para ampliar o relacionamento e passar mais segurança aos seus pacientes”, afirma.

Monique conta que quem busca o serviço, geralmente, está vivendo um desconforto em alguma área da vida que reduz a sua qualidade de vida: “Redução do stress, reeducação alimentar, mudanças de hábitos e aumento do foco e disciplina são os principais motivos da busca pelo profissional.”

Efeitos colaterais: A falta de comprometimento e a tomada de decisões (como dieta e uso de remédios) por conta própria podem ser um risco. “Dessa forma, o trabalho não flui e não é eficaz”, diz Diniz.

Quem é contra: Nenhum dos dois profissionais acredita haver quem seja contra. Diniz conta perceber um certo incomodo por alguns nutricionistas que acham que o Health Coach está “invadindo” sua área. “Mas uma área não interfere na outra, pelo contrário, são complementares”.

Para saber mais:
1) Leia, no Huffington Post, 6 Things to Look for When Hiring a Health or Fitness Coach.
2) Leia, na Vogue, Trying to Keep Your New Year’s Resolutions? There’s an App for That. O texto fala do Lark, aplicativo criado pela Health Coach Julia Hu, eleito o melhor do ano em 2015.
3) Leia, na Forbes, One Millennial’s Open Conversation About Body Image As An Actress Turned Health Coach, sobre como o Health Coach pode ajudar a combater o comprometimento da saúde por causa da ditadura da magreza.

6741 Total Views 2 Views Today
Veja também:

“Considero uma grande bênção o diagnóstico de câncer ter chegado depois que superei a crise existencial”

- 26 de julho de 2019

A InovarTour une ecoturismo e vivências corporais em viagens que favorecem o autoconhecimento

- 23 de julho de 2019