SPONSORS:

“Ao olharmos para as sombras, a gente evolui como humanidade”

- 20 de janeiro de 2016

Igor Botelho, da Maker Brands, faz um resgate interessante de como viu o ano de 2015, a crise não apenas econômica, mas moral e política e olha para isso com otimismo: “Se você se rende a uma crise, você vive uma crise. Se você se rende à inovação, você vive uma inovação”.

É verdade, que as taxas, o PIB, e os índices do país mostram que a economia não está onde gostaríamos, ele diz. Mas lamenta que as pessoas só considerem as finanças como economia — menosprezando os valores cultural, ambiental e humano da sociedade. “A gente inverteu a lógica, ao chamar as finanças de economia.”

Após o que considera um período sombrio mas positivo, ele tem as esperanças renovadas. “Gostaria muito que o dualismo de direita e esquerda deixasse de existir, porque acho que a bandeira é uma só”, afirma.

Play para ver mais!

Veja também:

Como o hub/sp busca conectar startups e o governo para, juntos, resolverem desafios públicos

- 14 de março de 2019

“A Campus Party não é só um mar de barracas. Tem muito conteúdo de qualidade para executivos”

- 7 de fevereiro de 2019