SPONSORS:

“O mundo organizacional tem que ser redesenhado”

- 19 de abril de 2018

Charles Bezerra se autodenomina um “cientista da complexidade”. Ele estudou Design, Engenharia e Psicologia Cognitiva e se especializou em inteligência artificial com foco em algoritmos genéticos, que simulam as teorias de Darwin no computador. Com essas ferramentas, ajuda grandes empresas, como o Grupo O Boticário e Vale, a repensarem seus modus operandi.

Neste vídeo, ele conta que muitas das respostas que as organizações buscam já estão lá e as pessoas não estão prontas para observá-las. “Às vezes, tem um grande problema em uma organização e um estagiário que já saiba a resposta, mas ele não está tendo voz. A liderança tem dificuldade de ter essa sensibilidade, esse modo gentil de operar.”

Ele também afirma que o modelo de divisão das empresas em departamentos foi apenas uma “versão da realidade” criada pelo homem. “Poucas organizações têm a capacidade imaginativa e a liberdade de funcionar de outra forma.” Charles ainda fala sobre poder da influência nesse meio: “Mapeando essas organizações, a gente vê pessoas, até em cargos mais baixos, com extremo poder de influência em rede”.

Play para ver mais!

Veja também:

Em três anos, a Plano Feminino virou apenas O Plano, uma consultoria especializada em diversidade, gênero e raça

- 18 de janeiro de 2019
569 13 0

Casa de barro, para eles, não é coisa de hippie. Bioarquitetura é o negócio da Adamá

- 14 de janeiro de 2019