SPONSORS:

A Honeycomb quer conectar o propósito de empresas com o dos seus funcionários

- 28 de junho de 2017

Nome:
Honeycomb.

O que faz:
É uma plataforma e um serviço de consultoria focados em conectar o propósito de empresas e funcionários.

Que problema resolve:
Segundo os fundadores, a ideia é promover transparência na gestão de empresas, startups e projetos, criar objetivos a curto prazo e conectar o que as pessoas buscam para si mesmas com os papeis necessários para que seja executada a estratégia da empresa.

O que a torna especial:
A Honeycomb incentiva os funcionários a definirem o seu nível de habilidade e o nível de motivação em relação à função que desempenham, por meio de uma metodologia própria de trabalho. “Isso resulta em uma gestão focada nas pessoas e aliado a clareza dos objetivos e ações definidas”, conta Fel Mendes, um dos co-fundadores.

Modelo de negócio:
A Honeycomb cobra mensalidades da empresas, que variam de acordo com o tamanho da equipe. Para equipes de até cinco pessoas, a consultoria é gratuita.

Fundação:
Maio de 2017

Sócios:
Ana Julia Ghirello – CEO
Fel Mendes – CMO
Maxim Kejzelman – CPO

Perfil dos fundadores:

Ana Julia Ghirello – 32 anos, São Paulo (SP) – formada pela City University of New York. É fundadora da abeLLha, incubadora que apoia projetos de empreendedorismo social e colaborativo, e co-fundadora do GoodPeople, um aplicativo para empreendedores encontrarem e se conectarem com outros talentos para lançar novos projetos juntos. Fez parte do time que fundou o BomNegócio.com em 2001, onde era vice-presidente, e que se juntou a OLX em fevereiro de 2015, onde atuou como COO.

Fel Mendes – 32 anos, São Paulo (SP) – formado em Jornalismo formado pela Cásper Líbero. Trabalhou por 10 anos em redações, antes de se dedicar ao empreendedorismo. Fez parte do time que fundou o GoodPeople e na criação da abeLLha, nos quais é o responsável pela área de comunicação.

Maxim Kejzelman – 31 anos, Rússia – criou-se na cidade de Malmo, na Suécia, e mudou-se para o Brasil em 2012 para integrar o time inicial do bomnegocio.com, onde atuou como gerente de produto. Em 2015 fundou o aplicativo GoodPeople e participou da fundação da incubadora de negócios sociais, abeLLha.

Como surgiu:
“O Honeycomb nasceu da necessidade interna da incubadora abeLLha ter um modelo de gestão claro, transparente, com foco em resultados, e que permitisse que as pessoas que trabalhassem lá pudessem se desenvolver junto com o negócio”, diz Ana Julia. Os primeiros passos foram dados em uma planilha de Excel, que unia conceitos da holocracia. “Eu escrevi um artigo de como estávamos fazendo nossa gestão e algumas pessoas começaram a escrever pedindo consultorias. Aí decidimos estruturar uma plataforma e o processo das consultorias nas empresas”.

Estágio atual:
Após um mês e meio do lançamento, a plataforma tem 250 usuários cadastrados. Atualmente, a empresa opera na abeLLha, em São Paulo. Os sócios têm feito palestras e workshops da metodologia nas principais casas colaborativas do país.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Investimento próprio de 40 mil reais.

Necessidade de investimento:
Há planos de buscar investimento após as validações iniciais no modelo de receita recorrente, de acordo com os fundadores.

Mercado e concorrentes:
“É um mercado pouco explorado e amplo. De um lado, temos empresas que já trabalham de forma ágil e de outro empresas maiores que buscam a mudança cultural, criando organizações mais centradas nas pessoas”, diz Fel Mendes. Para eles, não há concorrentes diretos.

Maiores desafios:
“Capacitar as pessoas pela metodologia e por meio da plataforma, e criar essa educação de visão estratégica de maneira escalável é nosso grande desafio”, segundo Fel.

Faturamento:
Ainda não foi fechado.

Previsão de break-even:
Até 2020.

Visão de futuro:
“A gente acredita que empresas podem operar com maior foco em resultados e ao mesmo tempo entender o que seus colaboradores buscam, conectando esse propósito com o que a organização precisa”, diz Fel Mendes.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Mas, se você tem uma ideia e ainda não sabe como estruturá-la em uma estratégia de negócios, escreva para [email protected] e conheça nosso novo serviço de Mentoria.

5154 Total Views 5 Views Today
Veja também:

“Aprender a desfrutar o tempo e curtir o tão necessário ócio é uma das maiores riquezas que se pode ter”

- 19 de abril de 2019

A Rede Dinheiro e Consciência quer ser um banco que fomenta iniciativas de impacto

- 15 de abril de 2019