SPONSORS:

A Know-How Learning quer ajudar na inserção de universitários no mercado de trabalho

- 20 de agosto de 2018

Nome:
Know-How Learning.

O que faz:
É uma plataforma de cursos online com foco na inserção do universitário no mercado de trabalho.

Que problema resolve:
Mostra caminhos para estudantes conseguirem um estágio, realizarem um intercâmbio e empreenderem.

O que a torna especial:
Segundo os sócios, os vídeos produzidos pela startup para os cursos são dinâmicos (com duração de até cinco minutos). Além disso, o negócio oferece material de suporte, acompanhamento individual, comunidade de alunos e acesso ao conteúdo por tempo indeterminado.

Modelo de negócio:
O negócio lucra com a venda dos cursos de forma avulsa, tendo um ticket médio de 110 reais.

Fundação:
Dezembro de 2016.

Sócios:
Caio de Lima Cordeiro — CEO
Gabriel de Oliveira Porto — CMO
Marco Aurélio de Sá Ribeiro — Investidor e mentor

Perfil dos fundadores:

Caio de Lima Cordeiro — 24 anos, Brasília (DF) — é formado em Administração de Empresas pelo Ibmec-RJ e atualmente cursa mestrado executivo em Gestão Empresarial pela FGV. Trabalhou na Barbieri Consulting.

Gabriel de Oliveira Porto — 25 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é formado em Administração pelo Ibmec-RJ e atualmente cursa mestrado executivo em Administração de Empresas pela mesma instituição. Trabalhou como autônomo para a Confederação Brasileira de Vela e na COMTEX S.A.

Marco Aurélio de Sá Ribeiro — 51 anos, Rio de Janeiro (RJ) — é doutor em Administração pela EBAPE-FGV, mestre em Administração de Empresas pela PUC-RJ e graduado em Direito pela UERJ. É professor da PUC da ESPM e colaborador da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Como surgiu:
Caio e Gabriel contam que tiveram a ideia do projeto quando ainda cursavam a faculdade. A startup foi incubada no centro de empreendedorismo do Ibmec e, dentro da própria instituição, foi realizado o primeiro curso para treinamento dos novos integrantes das empresas juniores. Segundo os sócios, foram oito vídeos produzidos que tiveram mais de 900 visualizações.

Estágio atual:
A plataforma possui um escritório no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro, já realizou mais de 100 vendas e conta com cinco funcionários focados na produção de conteúdo e de novos cursos.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Os sócios receberam 80 mil reais de investimento.

Necessidade de investimento:
Os empreendedores afirmam que A Know-How Learning opta por um crescimento orgânico, porém está aberta a propostas de investidores que tenham interesse em contribuir com o crescimento da startup.

Mercado e concorrentes:
“Hoje, produzir conteúdos online tem um baixo custo. Basta ter uma câmera de qualidade”, diz Caio. Ele cita como  concorrentes indiretos canais os educativos Descolaeduk.

Maiores desafios:
 “Encontrar um nicho de clientes que consomem conteúdos pagos”, fala o CEO.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Dezembro de 2018.

Visão de futuro:
“A Know-How Learning quer ser referência de educação online, com preços acessíveis e disseminando uma educação de qualidade para todos”, conta Caio.

Onde encontrar:
Site
Contato

 

Você tem uma startup que já é mais do que um sonho mas ainda não é uma empresa totalmente estabelecida? Escreva para a gente. Queremos conhecê-lo. E, quem sabe, publicar um perfil da sua iniciativa aqui na seção Acelerados. Esse espaço é feito para que empreendedores como você encontrem investidores. E para que gente disposta a investir em novos negócios encontrem grandes projetos como o seu.

Veja também:

A Omunga cria bibliotecas na África e no sertão do Brasil com doações e vendas de camisetas e material temático

- 26 de novembro de 2018
4754 6 0

“Só os nativos digitais podem por fim à barbárie na internet e criar um novo pacto de convivência online”

- 31 de agosto de 2018

Como as coincidências foram importantes para a trajetória da Signa, que cria cursos online para surdos

- 20 de agosto de 2018
8257 2 0

Ao facilitar o acesso a bolsas de estudo, a Melhor Escola fatura e ajuda pais na escolha do colégio dos filhos

- 19 de julho de 2018