SPONSORS:

Seleção Draft – Mais do que pedir, trocar

- 28 de agosto de 2018
Chega de mendigar ajuda: você pode trocar talentos e experiências no networking.

Mais do que pedir, trocar
No Medium, Jon Westenberg, diretor de relações públicas da Flare HR (plataforma de recursos humanos), escreve sobre como deveria ser o networking ideal:  repleto de trocas. Na sua opinião, se um fundador deseja algo (seja um cliente, de um investidor ou de um mentor), não adianta apenas pedir — é preciso também mostrar o que pode dar em troca. Ele ainda destaca no texto (link acima):

“Assumimos que quando queremos algo de alguém estamos em desvantagem. Na verdade, há aí uma oportunidade de se esforçar para agregar valor para outra pessoa”

 

Matando o e-commerce
Quer dar um empurrãozinho para os consumidores encontrarem seu e-commerce, comprarem e continuarem acessando sua plataforma? O e27 (link acima) indica dez erros a serem evitados para manter esse ciclo próspero funcionando. Entre eles:

1) Subestimar a importância do design;
2) Não otimizar o site para mobile;
3) Não apostar nas redes sociais;
4) Não ter um plano de marketing.

 

Edtechs na ponta do lápis
O Brasil possui hoje 364 edtechs, ou seja, startups voltadas para o segmento de educação. É o que informa um mapeamento feito pela AbStartups, que indica que este setor está em primeiro lugar no mercado de atuação das startups, com uma fatia de 7,8%. O estudo, que pode ser baixado mediante cadastro no link acima, ainda informa que o modelo de negócios predominante entre essas empresas é o SaaS, a concentração é maior em São Paulo (43%) e os principais segmentos identificados são: educação básica (47%), cursos livres (19%), corporativo (8%), ensino superior (6%) e idiomas (4%) — sendo o percentual restante de segmentos variados.

 

Building Blocks
Vão até 16 de setembro as inscrições para o Building Blocks, programa de aceleração da Saint-Gobain em busca de startups no setor da construção civil. Os negócios precisam apresentar soluções digitais focadas no consumidor final ou em profissionais da área em setores como inteligência das edificações, modelização e simulação digital e impressão 3D. Serão escolhidos quatro projetos para ter acesso, por quatro meses, ao acompanhamento e metodologia da Liga Venture, além de mentorias com executivos da Saint-Gobain e possibilidade de geração de negócios com a empresa e suas marcas. Mais informações no link acima.

Veja também:

Braveman, ou como ganhar mercado online vendendo um produto feito à mão

- 12 de dezembro de 2018
952 1 0

Verbete Draft: o que é Customer Success

- 28 de novembro de 2018
2236 0 0